top of page

O Modelo Transteórico de Mudança de Comportamento

Atualizado: 16 de jun. de 2023

O modelo transteórico, também denominado modelo de estágios de mudança de comportamento, apresenta cinco estágios distintos de preparação para a mudança: pré –contemplação, contemplação, preparação, ação e manutenção. Cada estágio representa a dimensão temporal da mudança do comportamento, ou seja, evidencia quando a mudança ocorre e qual é o grau de motivação para a concretizar.


Não perca mais tempo e resolva definitivamente o seu problema; passe a ter mais saúde e a ser mais feliz!


Marque já a sua consulta de avaliação grátis:

Para Matilde Vaz Freire - +351 917224963

Para António Santos - +351 924008685

ou agende online ou presencial nos links a seguir.




Estágio de pré–contemplação

A pessoa ainda não tem consciência que tem um comportamento que precisa de mudar. Assim, a mudança comportamental ainda não foi considerada e não há intenção de realizar mudanças num futuro próximo (considera–se, geralmente, seis meses). Esta situação pode resultar da escassez de informação sobre as consequências do comportamento ou decorrer de uma situação na qual o indivíduo já realizou diversas tentativas frustradas para modificar o seu comportamento e atualmente já não acredita na sua capacidade para concretizar uma mudança bem-sucedida. Assim, neste estágio, a pessoa reconhece a solução, mas não reconhece o problema. Por isso, tende a apresentar maior resistência e pouca motivação.


Estágio de contemplação

A pessoa tem consciência que existe um problema, mas ainda não está preparada ou sequer tem a certeza de querer mudar. Neste estágio, começa a considerar a mudança comportamental, ou seja, pretende alterar o comportamento no futuro, mas ainda sem prazo definido. Assim, reconhece que o problema existe, está decidida a superá-lo, mas ainda sem um compromisso decisivo. Neste estágio, existe o conhecimento dos benefícios da mudança, mas são percecionadas diversas dificuldades que impedem a ação desejada.


Estágio de preparação

A pessoa em preparação está pronto para mudar e pretende alterar o seu comportamento num futuro próximo, como por exemplo no próximo mês. Tendencialmente, após a superação de tentativas anteriores frustradas, são realizadas pequenas mudanças e é planeado um plano de ação, ainda sem um compromisso concreto com o mesmo.


Estágio da ação

A pessoa muda efetivamente o seu comportamento e adapta as suas experiências ou o seu ambiente, de forma a superar as dificuldades percecionadas anteriormente. Estas mudanças são visíveis e recentes, nomeadamente nos últimos seis meses. Este estágio exige elevada dedicação e compromisso para evitar recaídas.


Estágio de manutenção

A pessoa modificou e manteve o seu comportamento por um período superior a seis meses. O objetivo neste estágio é prevenir recaídas e consolidar os ganhos obtidos durante a ação. Não se trata de um estágio estático, uma vez que existe a continuação da mudança de comportamento iniciada no estágio anterior. Embora exista uma tendência para analisar os estágios de mudança de comportamento como uma sequência estática e linear, na realidade observam–se frequentemente indivíduos classificados no estágio da ação que não mantêm as suas estratégias na primeira tentativa, o que promove uma nova classificação do indivíduo em estágios anteriores. Por outras palavras, a ocorrência de recaídas é comum e conduz a uma evolução dinâmica e a um delineamento em espiral do modelo de estágios de mudança.



Não perca mais tempo e resolva definitivamente o seu problema; passe a ter mais saúde e a ser mais feliz!


Marque já a sua consulta de avaliação grátis:

Para Matilde Vaz Freire - +351 917224963

Para António Santos - +351 924008685

ou agende online ou presencial nos links a seguir.








523 visualizações

Comments


bottom of page